Página Inicial » Notícias


8º Congresso Brasileiro do Algodão bate recorde de público 03/10/2011 10:10
03/10/2011 15:15

Em quatro dias de evento, foram mais de 85 palestrantes, mais de 40 expositores no Expo Center Norte, em São Paulo

Com estrutura inédita e público recorde, 8º Congresso Brasileiro do Algodão & Cotton Expo 2011 encerrou a edição em São Paulo. Foram mais de 3.500 pessoas entre congressistas e visitantes que puderam conhecer as últimas tendências da cotonicultura, assim como as oportunidades do mercado mundial.

O evento é direcionado à cadeia produtiva do algodão e reconhecido por discutir as perspectivas do segmento com os especialistas e maiores produtores de algodão do Brasil, que também produzem soja e milho.

“Foi um desafio promover o evento, conseguimos reunir 98% dos produtores de algodão do Brasil. O desafio não foi reunir, mas o formato que desenvolvemos para a edição paulista. Este ano nos propusemos a sair do espaço de hotel, que utilizávamos antes, e entrar em uma estrutura de centro de convenções com possibilidades de abrigarmos simultaneamente várias atividades. Cinco salas para palestras, exposição dos painéis científicos, feira com mais de 40 empresas e multinacionais que apresentaram as novidades ao segmento, entre outras ações que nos permitiram alcançar um público recorde”, explica Ronaldo Spirlandelli, presidente da APPA (Associação Paulista dos Produtores de Algodão) e do Congresso.

Foram mais de 85 palestrantes, entre eles destacaram-se Anderson Galvão, André Meloni Nassar e Rubens Ricupero, além do maior número de expositores da Cotton Expo. A programação deste ano também resgatou a importância de oito pessoas que fazem parte da história da cotonicultura paulista: Hans Thomas Uebele, Mário Nakano, Nelson Machado da Silva, Nicanor Carvalho, Imre Lajos Gridi-Papp, Tadashi Mine (in memoriam), Johannes Henricus Scholten e Takayuki Maeda (in memorian). A contribuição de cada um para o desenvolvimento do setor foi retratada durante o evento em grandes painéis e homenageada durante solenidade com entrega de placas.

“O evento, com certeza, contribuiu de maneira estratégica para o fortalecimento do setor. O Brasil é um grande produtor de fibra e essa produção tende a crescer nos próximos anos. O evento ratificou a importância da cotonicultura brasileira em relação à economia, como também demonstrou o que representa para uma série de outros mercados”, concluiu Spirlandelli.

No encerramento, Sérgio De Marco, presidente da Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão), anunciou que a 9º edição do Congresso Brasileiro do Algodão e do Cotton Expo 2013 acontecerá em Cuiabá, no Estado do Mato Grosso.

Expositores comemoram

Laboratório Farroupilha – “Trouxemos uma novidade, o primeiro fungicida biológico com registro, no Brasil, no MAPA. Foram cinco anos de estudo e lançamos aqui com excelente receptividade pelos produtores. Conseguimos conversar diretamente com o produtor e apresentar com detalhes os produtos”, destaca Stanis Bombonato, gerente comercial do Laboratório Farroupilha.

Montana Agriculture – “O evento foi ótimo. Conseguimos dar visibilidade a nossa nova colheitadeira e fazer um excelente relacionamento como nosso cliente. Além disso, comercializamos algumas unidades dessa novidade. Com certeza, o tamanho do evento nos surpreendeu e vamos querer participar com estandes ainda maiores”, comentou Valdeir Inacio de Paula, gerente comercial da Montana Agriculture.

Stoller – “Aqui, conseguimos falar com toda a cadeia produtiva e diretamente com o produtor. É um evento estratégico para proporcionar o relacionamento com nosso cliente, assim como para nos posicionarmos como uma empresa de vanguarda no segmento”, explica o gerente de propaganda da Stoller, Sergio Martins Maruzzo.

BASF - “Trazer o evento para a capital paulista certamente contribuiu para que vários setores do agronegócio pudessem conhecer melhor o desenvolvimento e amadurecimento dos cotonicultores brasileiros”, declarou o gerente de Marketing de Cultivos da BASF, responsável pela cultura do algodão no Brasil,  Fernando Costa Abreu.

FMC - "O Congresso de Algodão, por ser referência no setor, é um excelente espaço para divulgação do nosso portfólio, além de ser uma ótima oportunidade para estreitarmos o relacionamento com os nossos clientes, parceiros e consultores. Um exemplo desses produtos é o nematicida Rugby 200 CS que traz para cultura do algodão uma proteção contra nematóides que vai alem do tratamento de sementes”, comentou Gustavo Canato, gerente de produtos inseticidas da FMC

SYNGENTA - “Recebemos a visita de clientes, parceiros e fizemos ótimos contatos durante o evento. O congresso tem se estabelecido com uma excelente oportunidade de mostrar nosso portfólio de produtos e soluções integradas, e estreitar relacionamento com produtores e toda a cadeia que envolve a cotonicultura”, afirma Emilhano Lima, diretor de Marketing de Algodão da Syngenta.

Bayer CropScience - “O 8º Congresso Brasileiro de Algodão – Cotton Expo 2011, um dos principais eventos do setor, se traduz em uma grande oportunidade para que empresas, como a Bayer CropScience, troquem experiências, tragam inovações e reforcem a parceria construída diariamente com os produtores, por meio de um atendimento personalizado e indicação de soluções inovadoras”, declara  Fernando Prudente, gerente de Cultura de Algodão.

“Sinalizar tendências, apresentar produtos e programas para a cultura de algodão, além de soluções qualitativas e que enalteçam a produtividade das lavouras, foram apenas alguns dos atrativos da oitava edição desse evento. A Bayer CropScience contribuiu ativamente para que os produtores obtivessem informações necessárias para aumentar a competitividade e prestígio da cotonicultura brasileira”, complementa Warley Palota, gerente de Negócios Sementes e Traits de Algodão.

 

 



Fonte: Ato Z

Página Inicial - O PROALMAT - Legislação - Contato

Todos os direitos reservados.